Passo a passo: como acertar na contratação de profissionais de TI!

Passo a passo: como acertar na contratação de profissionais de TI!

Realizar a contratação de profissionais de TI é uma tarefa que deve ser encarada como sendo estratégica. Feita da maneira correta, ela significa que o capital humano será, de maneira ainda mais intensa, uma vantagem competitiva para o seu negócio, favorecendo o bom desempenho.

Contratar profissionais também é, de certa forma, expandir a sua empresa e permitir que ela cresça graças a novas ideias e atuações desses colaboradores. Errar no processo, porém, traz importantes consequências.

Além de custos com demissão e novos processos, um profissional selecionado de maneira incorreta ainda pode gerar impactos negativos sobre a motivação de toda a equipe. Para não encarar situações desse tipo, veja o passo a passo para acertar no processo de contratação.

1. Defina o perfil da vaga

Não será possível encontrar a melhor pessoa para ocupar uma vaga na área de TI da sua empresa se, antes, não houver a descrição completa do perfil do profissional ideal. Por isso, é preciso analisar as necessidades da vaga e definir o perfil desejado para aquela posição.

Devem ser consideradas questões como conhecimento técnico, especialização e experiência para viabilizar a definição do nível do colaborador – se alguém muito experiente ou alguém que iniciou recentemente no mercado de trabalho. Ao exigir um profissional completo e muito experiente que desempenha atividades de desenvolvedor júnior, por exemplo, é possível que o processo não seja eficiente e que a empresa não se beneficie da contratação.

2. Considere fatores subjetivos

Atualmente, no mercado de trabalho, os fatores subjetivos são tão importantes quanto as qualidades técnicas de um profissional. Se o candidato possui uma excelente formação, mas não consegue trabalhar bem em equipe, esse pode ser um grande problema em uma empresa que incentiva a colaboração.

Enquanto algumas habilidades técnicas podem ser ensinadas ao longo do tempo na empresa, características de personalidade e de atuação profissional tendem a ser fixas. Com isso, é importante considerar as habilidades e características como um todo.

Para a vaga de analista de TI, por exemplo, um profissional capacitado, mas que também seja metódico, observador e detalhista é considerado o ideal. Já no caso de um profissional de suporte, ser empático com o usuário e aprender com ele é mais fundamental do que parece. Sendo assim, não se foque apenas em questões acadêmicas ou de experiência, mas também na personalidade dos candidatos.

3. Faça a divulgação corretamente

Outro passo importante para conseguir contratar o profissional certo é atingir os candidatos mais adequados. Nesse sentido, a divulgação correta é fundamental.

Uma vaga de estágio, por exemplo, pode ser oferecida em universidades com cursos ligados à TI. Por outro lado, uma vaga sênior deve utilizar recursos como as redes sociais, tal qual o LinkedIn. Ainda há opções como a divulgação em sites específicos e bancos de currículo.

Além disso, vale a pena considerar fazer a divulgação entre os seus contatos, inclusive dentro da empresa. Pedir indicações aos colaboradores e a conhecidos da área ajuda a aumentar as chances de sucesso nesse processo.

4. Execute testes práticos

Durante um processo seletivo, o candidato pode demonstrar um ótimo desempenho que é aliado a um currículo impressionante. Na prática, entretanto, ele pode ter dificuldade em cumprir prazos ou em chegar ao resultado esperado pela empresa.

Descobrir questões como essas somente após a contratação coloca a empresa em risco ou, no mínimo, torna o processo menos relevante. Para evitar que isso aconteça, o ideal é executar testes práticos durante as entrevistas.

Considerando a limitação de tempo e de recursos, os testes devem ser mais objetivos, mas devem avaliar as características mais importantes para a vaga — seja a atenção aos detalhes, o trabalho em equipe ou o conhecimento em uma linguagem de programação.

5. Acerte a duração do processo de seleção

Um processo seletivo muito curto pode parecer benéfico para a empresa, já que significa ocupação da vaga de maneira mais rápida e integração com os outros colaboradores. Porém, ter essa duração mais curta como objetivo pode motivar uma decisão precipitada e que resulta em perda de potencial para o negócio.

Por outro lado, um processo de seleção mais longo permite que vários testes sejam realizados, aumentando as chances de acertar na contratação. Ao mesmo tempo, isso significa uma possível perda de produtividade para a empresa, que permanece com a vaga desocupada e compromete mais tempo dos responsáveis pela seleção.

Portanto, o ideal é desenhar um processo de seleção que não necessariamente leve à contratação no tempo mais curto, mas que também não se estenda por meses. Isso dá dinamismo para a empresa, ao mesmo tempo em que garante uma contratação assertiva.

6. Tenha pensamento a longo prazo

É comum que o processo de contratação de profissionais de TI seja encarado como uma atitude mais imediata. Completar a equipe, atender a uma nova demanda dos clientes ou substituir um colaborador anterior estão entre alguns objetivos comuns desse processo.

Porém, é importante ter em mente que o longo prazo não pode ser ignorado. Pensar no futuro garante que a empresa consiga ter uma equipe mais coesa, assim como resultados que aparecem de maneira contínua.

Além disso, a preocupação com o longo prazo diminui a taxa de rotatividade, já que os colaboradores se sentem mais satisfeitos e integrados ao negócio. Isso diminui os custos com futuras contratações e melhora o desempenho do negócio.

Assim, na hora de contratar um profissional, é importante pensar no papel que ele pode desempenhar no futuro da organização. Às vezes, um profissional ainda não é completo, mas com algum treinamento e capacitação pode se tornar um colaborador estratégico para a empresa. Dessa forma, vale a pena pensar mais à frente durante esse processo.

A contratação de profissionais de TI é um processo que deve ser feito de maneira estruturada e muito bem planejada. Desde a definição do perfil da vaga até o pensamento a longo prazo, todos os passos devem ser executados de maneira adequada para que a sua empresa tenha em seu quadro de funcionários os melhores profissionais disponíveis.

Aproveite para comentar quais são os seus desafios nesse processo e como você procura driblá-los. Deixe sua mensagem e conte para nós!

Gostou desse conteúdo?

Fique atualizado recebendo gratuitamente nossos artigos diretamente no seu email

Também pode lhe interessar

x

Peraí... Você segue uma rotina de backup confiável?

Saiba como manter seus dados seguros, acessíveis e íntegros.

Acesse aqui o seu Guia prático!