Indústria 4.0, como não ficar para trás?

Indústria 4.0, como não ficar para trás?

A Indústria 4.0, também conhecida como Quarta Revolução Industrial, tem sido um tema recorrente no meio corporativo. Isso porque seus impactos estão sendo cada vez mais percebidos pela sociedade e pelo mercado. A TI está no centro deste movimento, que com novos sistemas está ajudando a transformar o mundo dos negócios, tornando processos mais ágeis e de maior alcance.

Movendo a Indústria 4.0, estão diversas tecnologias, conceitos de automação e de troca de informações, entre estes a Internet das Coisas e a Computação em Nuvem. Mas a questão principal deste movimento não são as evoluções tecnológicas, e sim uma mudança de paradigma. Esta mudança irá transformar a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos, devido à velocidade, ao alcance e ao impacto que terá na sociedade e nas empresas.

Nos últimos dias, Rui Suzuki e Juliano Simões – co-fundadores e diretores da CentralServer, falaram sobre os desafios da Indústria 4.0 a profissionais e empresas de diferentes segmentos.

O diretor de tecnologia da CentralServer, Juliano Simões, participou da 5ª Convenção Nacional da Lojacorr, no dia 10 de março, em Curitiba. Durante o evento, que reuniu as principais empresas do ramo de seguros no país, os executivos da Lojacorr compartilharam detalhes dos passos que levaram a empresa ao sucesso. Um dos fatores apontados como sendo de importância vital para o crescimento de um negócio é a constante atenção às inovações tecnológicas. Juliano Simões foi convidado a apresentar os conceitos da Indústria 4.0 e falar sobre como a parceria da CentralServer com a Lojacorr tem rendido bons frutos para ambas as empresas.

No dia 31 de março, no encontro mensal da APL de Software de Curitiba, que acontece mensalmente no SEBRAE/PR – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná, o diretor comercial da CentralServer, Rui Suzuki, palestrou sobre como a Indústria 4.0 afetará os negócios de todos os segmentos. Suzuki enfatizou que a computação em nuvem pode ajudar as empresas a estarem sincronizadas com essa evolução. A reunião contou com a participação de vários empreendedores do ramo tecnológico e teve o objetivo de apoiar o crescimento da tecnologia na capital paranaense, apresentando projetos que agregam valor e crescimento às empresas.

Juliano Simões também esteve presente no dia 03 de abril, na rádio Transamérica, em entrevista sobre o tema cloud computing concedida à Maria Rafart, que comanda o programa Light News. Simões deu destaque ao uso de serviços em nuvem como forte tendência em todas as empresas que estão atentas ao ritmo da evolução da Indústria 4.0. Segundo Simões, “A Indústria 4.0 é o novo motor de crescimento dos negócios”.

No dia 19 de abril, em evento organizado pela ACOM Sistemas, Juliano Simões foi convidado a palestrar sobre segurança computacional. Simões destacou os fatores que dão credibilidade à computação em nuvem quando o assunto é segurança de informações, além explanar sobre como este tema é pré-requisito para um desenvolvimento saudável dos negócios dentro da Indústria 4.0.

É fundamental que as empresa estejam cientes dos desafios e utilizem inovações tecnológicas para fortalecer seus negócios, minimizando assim o risco de serem ameaçadas por novos entrantes.

Quer saber mais sobre a Indústria 4.0, assista nosso vídeo e entenda de forma rápida e didática como a evolução tecnológica tem se dado nos últimos anos.

Gostou desse conteúdo?

Fique atualizado recebendo gratuitamente nossos artigos diretamente no seu email

Também pode lhe interessar

x

Peraí... Temos um guia prático importante para você!

Reunimos num guia prático as informações necessárias para a adoção da computação em nuvem.

Acesse aqui o seu Guia prático!